Tudo o que você precisa saber sobre cálculo de custo de frete

Realizar o cálculo de custo de frete não é uma tarefa fácil. São inúmeras variáveis a serem levadas em conta até o resultado final. E como o transporte rodoviário é a única saída para embarcadoras e transportadoras, a alternativa está em buscar processos para definir valores de forma prática.

Ao aprender mais sobre cálculo de custo de fretes, profissionais da área de logística conseguem reduzir erros e identificar se as propostas definidas são interessantes quando comparadas à concorrência. Continue a leitura e acompanhe orientações de como fazer o cálculo de custo de fretes.

O cálculo de custo de fretes pede atenção a valores fixos e variáveis.

O cálculo de custo de fretes pede atenção a valores fixos e variáveis.

Como fazer o cálculo de custo de fretes

Definir o valor da tarifa de frete exige muita atenção. O responsável pela atividade precisa ter foco para estabelecer o valor total, baseando-se principalmente nos custos fixos e variáveis do setor de transporte de cargas.

O pagamento de salários e encargos são gastos operacionais, que não mudam e são menos preocupantes. Porém o custo com combustível, pedágio, manutenção básica, alteram a cada viagem, por isso, é preciso ter cuidado.

Veja mais detalhes para que o seu cálculo de custo de fretes tenha números reais.

  • Veículo

Uma transportadora dificilmente possui um padrão de caminhões. Cada veículo trabalha de forma diferente na estrada. Pense nisso no momento de determinar o frete. Caminhões que exigem manutenção frequente geram mais custos, por exemplo. Por isso, o valor final do frete será diferente.

  • Carga

Carga fechada, fracionada, pesada, leve e perigosa. Todas estas variáveis precisam ser analisadas. Em geral, mercadorias que exigem atenção no transporte requerem gastos extras no manuseio. Por consequência, o frete deve ser maior. O mesmo pensamento vale para cargas vivas e valiosas.

Os custos do veículo que fará o transporte da carga precisam estar inclusos no frete total.

Os custos do veículo que fará o transporte da carga precisam estar inclusos no frete total.

  • Prazo de entrega

Produtos com entrega rápida pedem que você redobre as recomendações com motoristas e encarregados. A urgência pode ter que alterar todo o planejamento semanal já construído.

  • Rota

Quanto mais distante do endereço final, obviamente maior é o custo do transporte. Além disso, as condições das rodovias nacionais, atualmente, não garantem segurança aos motoristas. Rotas perigosas podem colocar em risco o seu serviço e gerar grandes prejuízos. Ponto que deve influenciar no valor do frete.

  • Taxas e tributos

A definição do frete também pode ter taxas específicas. A cobrança delas varia de acordo com a transportadora.

As mais comuns são: TRT (Taxa de restrição do trânsito); TDE (Taxa de dificuldade de entrega) e Taxa de coleta e entrega.

Há ainda as tarifas de pedágio. O tributo de pagamento obrigatório possui valor variável, definido por contrato de concessão com empresas gerenciadoras. A cobrança do pedágio é uma das que mais pesam no preço final do frete.

A cobrança obrigatória criada mais recente foi o valor mínimo do frete. Falaremos mais sobre ele adiante. 

  • Gerenciamento de risco

Em conjunto com as taxas listadas, ainda existe a cobrança do gerenciamento de risco. Isto é, setor que trabalha com o objetivo de evitar possíveis riscos para cargas transportadas.

O gerenciamento de risco exige a cobrança de duas tarifas pelas transportadoras:

  • GRIS: cobre os custos de ações cobra roubos de carga e previne outras atividades perigosas para o setor de transportes. A taxa é calculada sobre o valor da nota fiscal do produto.
  • Ad-valorem: Mantém a carga em segurança quando ela não está em trânsito. A base de cálculo depende da mercadoria transportada. 

Definição de frete mínimo segundo a ANTT

A Agência Nacional de Transporte Terrestre (ANTT) definiu em maio de 2018, a tabela de frete mínimo de transportes rodoviários.

Instituída pela Lei 13.703/18, trata-se de uma política de valores mínimos válidos para cargas de lotação do Transporte de Autônomo de Cargas e Empresas de Transporte de Cargas (ETC). Os preços foram elaborados a partir do conteúdo das cargas, como: carga geral, perigosa, a granel, frigorificada e neogranel. Ainda foram levados em conta o quilômetro rodado, número de eixos, custos fixos e variáveis.

Valores de impostos e pedágios não são considerados na tabela da ANTT. O órgão recomenda que estes sejam somados ao total do cálculo de custo de fretes.

A previsão é de que a tabela será atualizada duas vezes ao ano, sempre nos meses de janeiro e julho. O contratante que não cumprir os dados da tabela do frete mínimo será penalizado. O valor da multa condiz no pagamento do dobro da diferença do frete, descontando o que já foi pago.

Alguns softwares de cálculo automático desenvolvidos para profissionais de logísticas disponibilizam o valor do frete na ferramenta, como é o caso do QualP Pro.

Tecnologia no cálculo do custo de frete

Como vimos, realizar o cálculo de custo de fretes demanda tempo e atenção. No entanto, a tecnologia tem permitido facilidades também no segmento de transportes.

Entre as ferramentas desenvolvidas estão algumas que auxiliam a soma dos custos variáveis, como o pedágio.

Normalmente, somar a tarifa de cada praça localizada na rota pretendida não é uma atividade simples. Mas com o apoio de ferramentas que calculam o valor do pedágio automaticamente, a tarefa fica ágil.

Estes aplicativos eliminam as chances de erro e garantem rapidez nas somas, mesmo nos trajetos mais longos. Desta maneira, você poderá se dedicar a outras somas necessárias para o cálculo de custo de fretes.

A QualP oferece soluções perfeitas para empresas que buscam essa eficiência no seu dia a dia.

O QualP Free é uma versão de cálculo de pedágios automático sem custo. Acessando ao site da QualP, você informa o trajeto que será percorrido e o tipo de veículo utilizado. Logo depois recebe o valor dos gastos com pedágio e consumo de combustível.

Já a ferramenta mais completa, QualP Pro é dinâmica e adequada para transportadoras e embarcadoras que realizam diversas somas ao dia.

A forma de contratação do Qualp Pro acontece via crédito pré-pago, impedindo gastos inesperados. O diferencial do aplicativo de cálculo de pedágios automáticos está em realizar vários cálculos em poucos minutos.

Basta informar a rota inicial e final da carga em uma planilha modelo e o aplicativo te retorna com dados sobre o valor do frete segundo a ANTT, o combustível, tarifas de pedágios, entre outros. Com o Qualp Pro quanto mais pedidos, menor será a tarifa do pacote pré-pago.

Cadastre e ganhe 50 créditos para testar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *