Novos entrantes de mercado de pedágio eletrônico (concorrentes do SemParar)

Novos entrantes de mercado de pedágio eletrônico (concorrentes do SemParar)
Uma das referências no país quando o assunto é pagamento de pedágio eletrônico é a empresa SemParar, uma das pioneiras no setor e, por isso, uma das mais conhecidas. Mas para o motorista que está sempre na estrada e precisa pagar pedágio diariamente, é importante saber que nos últimos anos surgiram novos entrantes de mercado de pedágio eletrônico, oferecendo opções variadas ao serviço mais conhecido.

Somente no estado de São Paulo, mais de 3,8 milhões de veículos aderiram a uma das empresas que atuam na área – 58% dos pagamentos de pedágio no Estado são feitos dessa forma. Afinal, o pedágio eletrônico é um facilitador principalmente no trânsito dos grandes centros urbanos, já que evita perda de tempo nas imensas filas para pagamento em dinheiro e permite que o motorista passe pela cancela sem precisar parar o carro.

Vale a pena pesquisar a área de atuação dos principais ‘players’ desse mercado para ver qual combina mais com suas necessidades. A tecnologia, base de todas estas empresas, continua evoluindo e trazendo novidades para o setor. O antigo mercado das tags (nome dado ao dispositivo instalado no carro para o pagamento automático da tarifa) agora é baseado principalmente em selos e adesivos.

Alguns desses serviços também funcionam em estacionamentos, aeroportos e até nas cancelas de shoppings, podem ser utilizados até para conseguir descontos em postos de combustíveis e devem ser avaliados para calcular o custo de transporte, dependendo da rota que será utilizada. Abaixo, estão listadas as três empresas com maior abrangência e que atuam no maior número de estados possível, mas existem outros entrantes no mercado do pedágio eletrônico que começam a galgar seu espaço neste segmento em regiões mais específicas, como é o caso de São Paulo, que a partir do ano que vem deve contar com a Alelo, empresa de pagamento do Bradesco e do Banco do Brasil que obteve autorização do governo paulista para operar no Estado sob a bandeira da Veloe.

ConectCar

Outra empresa bastante conhecida no mercado é a ConectCar, presente nas rodovias de todo o país, além de ser usada em centenas de estacionamentos. A ConectCar faz a instalação de um adesivo no para-brisa que permite que o sistema instalado em cancelas de cobrança automática reconheça e efetue o pagamento de maneira eletrônica. O usuário precisa pagar uma taxa de R$ 19,90 por mês, mais R$ 35 por adesivo e inserir os créditos que desejar na sua conta, com valores desde R$ 50 até R$ 500. Esse valor é debitado no cartão de crédito e inserido na conta automaticamente todas as vezes que o valor da conta ConectCar estiver zerado. Esse valor pode ser usado para pagamento de pedágios, estacionamentos de shoppings e aeroportos e, é claro, a mensalidade do serviço.

A empresa também oferece a opção de planos empresariais, que também podem ajudar no dia a dia de quem trabalha com o setor logístico. Frotas de até 50 veículos pagam R$ 19,90 por carro, além do custo de R$ 35 em cada adesivo – acima desse número, a mensalidade cai para R$ 16,90. Neste caso, a facilidade está no controle e na gestão de pedágio, já que é possível compartilhar o saldo de toda a frota em apenas uma conta, além de permitir a emissão de relatórios completos sobre cada veículo que faz parte do sistema.

MoveMais

Empresa presente nos estados do Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, São Paulo, Minas Gerais, Espírito Santo, Rio de Janeiro, Mato Grosso, Goiás, Mato Grosso do Sul e Bahia, a MoveMais trabalha com dois modelos pré-pagos sem mensalidade, com taxa de adesão de R$ 39,90.

No plano Manual, o usuário precisa fazer as recargas conforme sua necessidade, enquanto o modelo Automático funciona como nas outras empresas: o gestor ou dono do carro define o valor para que a recarga seja feita todas as vezes em que o saldo da conta atingir 40% desse valor. É possível fazer recargas entre R$ 50 e R$ 500, com taxas de administração que variam conforme o valor escolhido. Também existe a opção ‘Move e Pague’, para os motoristas que pegam estrada de vez em quando e não querem se preocupar com mensalidade ou fazer recargas antecipadas – só o que for usado será pago. Também oferece planos empresariais, com dois modelos pré-pagos e um pós-pago, que podem ser escolhidos conforme a necessidade de cada um.

Auto Expresso

Presente em dez estados, a Auto Expresso hoje atua no Rio Grande do Sul, Paraná, Santa Catarina, Rio de Janeiro, São Paulo, Minas Gerais, Espírito Santo, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Pernambuco, Tocantins e Bahia. A novidade neste caso é a parceria com os postos Petrobrás. Com mensalidade de R$ 12,49 e taxa de adesão de R$ 60, os gastos com combustível são lançados diretamente no cartão de crédito cadastrado na conta. Valores pagos em pedágios e estacionamentos são pagos em uma fatura lançada todos os meses, sempre com recargas automáticas de R$ 60 quando o saldo na conta atingir R$ 25.

Também estão disponíveis dois planos ‘de conta’: Total e Livre. No primeiro, a taxa de adesão é R$ 60, com mensalidade de R$ 13,90. Quem optar pelo segundo modelo está livre da taxa de adesão, mas pagará mais caro pela mensalidade: R$ 17,90.

O que é melhor?

Vale lembrar que o importante é que o consumidor pesquise bem e avalie qual é a sua necessidade antes de aderir a um plano. A tecnologia chega como aliada do motorista que está constantemente nas rodovias e precisa economizar o tempo que ficaria parado na fila do pedágio para chegar ao seu destino, ou mesmo para quem está passando o fim de semana com a família em outra cidade. Os serviços também trazem benefícios até para quem não está na estrada constantemente: seja voltando de viagem depois das férias de fim de ano ou na hora de ir embora do shopping depois de um dia de compras, a comodidade e conforto de não precisar fazer o pagamento é bastante atraente. Cabe ao motorista analisar suas prioridades e entender qual é o melhor serviço, que oferece os melhores preços para suas necessidades.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *