Conheça os diferentes sistemas de pedágio pelo mundo

Cobranças em outros modelos são empregadas ao redor do mundo com êxito

Se você tem o hábito de viajar, certamente tem um gasto recorrente com pedágios. Mas você sabia que isso não é exclusividade do nosso país? Quase todos os países possuem sistemas de concessões públicas das rodovias ao setor privado, que cobra pequenas taxas de manutenção e serviços prestados sobre os veículos que transitam pelas estradas ao longo dos países.

Entretanto, em alguns locais, o sistema de cobrança sobre os motoristas e passageiros funciona de maneira diferenciada. Ficou curioso para saber como os “gringos” pagam pedágio? Vem dar uma olhada!

França: pagamento por quilômetro rodado

Aqui no Brasil, as praças de pedágio são espalhadas ao longo das rodovias, e não importa se você entrou na pista 1 km ou 100 km antes, você vai pagar exatamente a mesma tarifa. Na França, não funciona desta maneira. Nas rodovias pedagiadas francesas, todas as entradas e saídas das estradas possuem pedágios – diferentes dos nossos. Na verdade, eles mais parecem máquinas de estacionamento de shoppings.

Ao entrar na rodovia, você recebe um pequeno ticket, que deve ser validado e pago quando seu carro for sair da estrada. Se você andar 10 km, paga um valor menor do que se andar 20 km ou 30 km. O valor pago vai depender do local onde você deixar o seu cartão de pagamento. Alguns carros já estão com chips de pagamento automático, para evitar o transtorno de carregar cartões.

O Governo do Estado de São Paulo cogita instalar um sistema semelhante ao francês nas rodovias estaduais, entretanto, as negociações com as concessionárias ainda são bastante iniciais.

Itália, Espanha e EUA: dois sistemas

Na Itália, na Espanha e nos Estados Unidos estão em vigência pedágios de dois tipos: o modelo mais próximo do Brasileiro, em que se cobra o mesmo valor independentemente do quanto o carro rodou, e também o sistema francês, que cobra por quilômetro. O sistema utilizado vai depender da concessão aplicada na rodovia em que seu carro trafegará.

Áustria, República Tcheca, Suíça e Hungria: pedágios apenas de quem usa as estradas

Nestes países, as rodovias não possuem praças de pedágio. Entretanto, os usuários que quiserem aproveitar as rodovias para viajar com seus carros precisam pagar uma taxa, que quase sempre é anual. Após pagar, um chip ou um adesivo é instalado no carro autorizado para que possa trafegar pela rodovia. Carros que não têm o pagamento regulamentado e ainda assim viajam pela estrada sofrem multas caríssimas.

Finlândia e Alemanha

Nestes países, não existem pedágios. As estradas finlandesas e alemãs são completamente controladas e mantidas pela iniciativa estatal. São alguns dos países com a maior carga tributária do mundo, mas que também gastam o dinheiro público da melhor forma, garantindo que as estradas estejam em perfeitas condições mesmo sem a cobrança de pedágio dos usuários.

Conheça os serviços de gestão de pedágios da QualP e faça com que sua empresa gaste com pedágios exatamente o necessário. Acesse www.qualp.com.br e saiba mais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *